Jararaca: De cangaceiro a “santo”

72884_277672782358343_2113279026_n
O cangaceiro Jararaca após ser ferido durante um ataque à cidade de Mossoró

O pernambucano José Leite de Santana, ex-soldado do Exército, virou integrante do bando de Lampião e atuou na fracassada invasão à cidade de Mossoró (RN) no dia 27 de junho de 1927, ocasião na qual foi baleado e deixado para trás após a retirada de seus comparsas, que acreditavam que ele havia morrido durante o tiroteio. Mesmo ferido, baleado no do tórax, o cangaceiro foi levado para a delegacia, onde foi torturado e condenado a morte sem julgamento.

Jararaca detido
Jararaca detido

Jararaca foi condizido para o cemitério para a realização da execução exatamente diante de sua futura cova. Segundo o comandante policial da cidade, “foi-lhe dada uma coronhada e uma punhalada mortal. O bandido deu um grande urro e caiu na cova, empurrado. Os soldados cobriram-lhe o corpo com areia”. Mas a cova, cavada às pressas, era pequena para o corpo do cangaceiro e a solução encontrada pela polícia foi prática: Quebraram as pernas do cadáver. Há também quem diga que Jararaca foi enterrado vivo, pois ainda na agonia da morte a terra foi sendo jogada sobre ele até que o cangaceiro fosse totalmente soterrado.

As circunstâncias da morte causaram comoção entre as pessoas mais pobres e o túmulo do cangaceiro virou ponto de romaria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s