Tortura medieval – A cadeira de ferro

576824_338046206321000_1269390437_n

Eram variados os modelos de cadeiras de espinhos, que cobriam as costas, braços, nádegas, pernas e os pés. O número de espinhos metálicos variava entre 500 a 1.500.

Em algumas versões do instrumento de tortura havia buracos em baixo da cadeira onde o torturador colocado carvão em brasa para causar queimaduras graves. Em outras versões pesos eram colocados nas coxas ou pés da vítima para forçar a penetração dos espinhos. Também existiam modelos com no encosto de cabeça. Determinadas variações possuíam verdadeiros espetos que penetravam em órgãos vitais ou causavam sangramentos mortais.

Utilizar a cadeira de ferro era uma prática comum para extrair uma confissão, inclusive forçando-se uma vítima assistir outra sendo torturada com esse instrumento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s